• White Facebook Icon
  • White Facebook Icon

JESUS, OS MILAGRES E EU

5.6.2016

“Mas eu tenho maior testemunho do que o de João; porque as obras que o Pai me deu para realizar, as mesmas obras que eu faço, testificam de mim, que o Pai me enviou.” - João 5:36

 

É maravilhoso ver como Jesus se moveu quando aqui pela terra Ele passou. Todas as coisas que fez, o modo pelo qual viveu, o que enfrentou, etc., revelam não só quem ele é, mas também revelam a Deus Pai.

 

Uma parte importante da vida de Jesus era o que Ele fazia, ou seja, as obras que o Cristo realizou é de suma importância em seu ministério terreno. Os milagres realizados por Jesus, as curas, as maravilhas, as ressurreições que foram operadas por Ele em várias ocasiões tinham e têm até hoje um propósito específico em sua trajetória e também em nossas vidas. Sem dúvida, as pessoas que testemunharam ou viveram um desses milagres no passado, ficaram marcadas para sempre! A questão é que hoje o Senhor Jesus continua operando maravilhas entre os povos, curas, milagres, maravilhas são reais e verdadeiros, pois, Ele não mudou. Hoje vamos falar exatamente sobre o reflexo de todas essas maravilhas que ouvimos ou até mesmo que vivemos em algum período das nossas próprias vidas.

 

A primeira coisa que o Senhor falou comigo a respeito do milagre é que todos eles têm um mesmo objetivo: testificar que Jesus era e é o enviado de Deus! Olhe para trás, e perceba que nunca em Israel ninguém havia feito os milagres e as maravilhas que o Messias fez em tamanha quantidade e de maneiras tão diferenciadas. Realizar esses milagres era parte importantíssima do ministério de Jesus, pois, os profetas haviam falado a respeito do Salvador que viria, e entre as características que Ele teria seria exatamente a capacidade de pelo poder de Deus exercer todas essas maravilhas no meio do povo de Israel, basta você ler, por exemplo, o livro do profeta Isaías e verá que os milagres eram uma das provas de que o escolhido de Deus estava entre os homens. É importante fixarmos isso em mente, pois, o próprio Jesus disse (como podemos ver em nosso versículo base de hoje) que as obras que ele fazia testificavam dele, sendo assim, todas as outras consequências a respeito do que um milagre poderia representar para qualquer pessoas que estivesse ao seu redor seria reflexo dessa primeira verdade, ou seja, a de que tudo isso foi e é até hoje a prova firme, a certeza assegurada de que Jesus é o Messias, enviado de Deus Pai ao mundo para salvar todo aquele que nEle crer.

 

Outra parte importante a respeito dos milagres que Jesus fez, e dos milagres que são feitos até hoje em nome dEle, é justamente o milagre em si. A segunda coisa que Deus me falou a respeito disso é que: um milagre em nenhuma instância revela quem a pessoa é, mas sempre quem Deus é. Essa verdade é importante para nós não termos uma falsa ideia de santidade ou de salvação que uma pessoa possa estar vivendo por simplesmente ter recebido algo do Pai através de Jesus. Aqui eu quero que você note que todos, exatamente todos os milagres que Jesus fez foram feitos antes da sua morte e ressurreição, ou seja, o Cordeiro de Deus não havia morrido e nem ressuscitado, os homens ainda não haviam sido salvos, as pessoas ainda estavam na expectativa da salvação que em breve viveriam por aquEle que fazia milagres, pois, Ele mesmo foi morto no madeiro e reviveu ao terceiro dia. Isso é muito importante meus irmãos, um milagre não tem a capacidade de revelar a condição eterna do espírito de uma pessoa, pois, este pode ser realizado por graça e misericórdia de Deus para (como vimos no primeiro tópico) apontar que Jesus é o Salvador dos homens. Se nós pensarmos que uma pessoa está em comunhão com Deus pelo milagre que recebeu nós teremos vários problemas com isso, e infelizmente é o que tem acontecido. O nome de Jesus é de fato eficaz e muitos chegaram até a cruz de Cristo por meio de um milagre que viveram em suas vidas, só que perverter a benção do milagre como prova e atestado de quem a pessoa é, sem dúvida é um grave erro. Um milagre não revela quem a pessoa é, ou seja, uma pessoa pode receber uma linda dádiva dos céus, mas ainda assim estar caminhando para a perdição eterna, basta você tomar como exemplo a cura que o próprio Jesus ministrou na vida de um jovem cego de nascença, veja o que o Mestre disse:

 

“Jesus ouviu que o tinham expulsado e, encontrando-o, disse-lhe: Crês tu no Filho de Deus? Ele respondeu, e disse: Quem é ele, Senhor, para que nele creia? E Jesus lhe disse: Tu já o tens visto, e é aquele que fala contigo.” - João 9:35-37

 

Você conseguiu entender? O jovem havia recebido o milagre das mãos do próprio Jesus, mas ainda assim permanecia sem saber que Ele é o salvador de todos os homens! Este milagre serviu para revelar quem Jesus era, pois, o homem curado depois creu. O milagre revela o poder que Deus tem, e não o “poder do homem”.

 

Até aqui, já sabemos que em primeiro lugar o milagre serve como testemunho de que Jesus é o Senhor, e que este mesmo milagre não diz respeito a pessoa que o recebe, e nem é garantia de santidade ou salvação que tal pessoa possa estar vivendo, mas diz respeito ao poder infinito do nosso Deus. Por último, e não menos importante, vamos falar a respeito de nós, ou seja, dos homens que recebem o milagre e qual a relação dele conosco. O homem que é agraciado por um milagre deve entender que Deus está alcançando sua vida para mostrar a ele que existe um caminho mais excelente, um milagre mais profundo: a salvação! Não se engane meu irmão, não pense que você recebeu um milagre do Pai para mostrar aos outros como você tem mais fé que outros, ou como você é mais favorecido, pelo contrário, você recebeu alguma graça do Senhor justamente para testemunhar aos outros homens que o Jesus que te curou, que te ressuscitou, etc., é o que veio em nome de Deus para salvar a alma pecadora. Você recebe a benção do Senhor para glorificar a capacidade e a veracidade dEle de salvar os homens. Nunca se esqueça que Jesus te reconhece pelos frutos que você desenvolve em comunhão com Ele, e não pelos milagres que um dia Ele exerceu na sua vida (salvo o milagre da salvação, pois, a partir desse momento o sangue dEle te cobre perante o Pai).

 

Portanto meus irmãos, vamos viver nessa esperança de que os milagres que vivemos ou que fazemos pelo poder de Deus através do nome de Jesus, revelam quem Ele é, o poder que nEle há e a responsabilidade que temos de não nos conformarmos em basear nossa vida cristã nessas operações maravilhosas, mas na revelação do Filho e assim podermos apontar a salvação que só há nEle aos perdidos. Que o milagre de Deus na sua vida seja para a glória dEle como testemunho verdadeiro de que só Ele é salvador e que os homens precisam se arrepender e crer nEle para salvação de suas almas.

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags