• White Facebook Icon
  • White Facebook Icon

À SANTIDADE

"Os que abandonam a lei elogiam os ímpios, mas os que obedecem à lei lutam contra eles." - Provérbios 28.4 Esse verso me chamou muito a atenção quando eu o li essa semana e então eu decidi estuda-lo e quatro coisas me chamaram a atenção nesse pequeno verso. Antes, só pra que você possa se situar, o autor vem dando, desde o capítulo 27, vários provérbios sobre diversos assuntos relacionado ao dia a dia. E ao chegar em Provérbios 28.4, quatro verbos me chamaram a atenção, são eles: Abandonar, Elogiar, Obedecer e Lutar. Abandonar e Obedecer aparecem como ações diretas e Elogiar e Lutar como consequências. É sempre passível de discórdia o fato sobre o mundanismo da igreja em si. Fica claro que a igreja deve ser mundana (não na aceitação de princípios e valores, mas na sua atividade em um mundo caótico). E dentro desse tema está o sincretismo cultural com o mundo onde muitos entendem que uma vez que a igreja é "mundana" ela deve assimilar a cultura que está a sua volta, até para que as pessoas possam se sentir confortáveis em vir a igreja. Temo que isso seja um erro grotesco, uma vez que a Bíblia me faz entender que enaltecer as qualidades do mundo é uma consequência de estar perdendo o interesse pela lei santa de Deus. Como eu poderia elogiar o sistema do mundo, sendo que ele é uma predisposição de um afastamento e abandono das Sagradas Escrituras? Lembrando que em Tiago 4.4 a amizade com o mundo e todo o seu sistema é antagônica a Deus, como posso me conformar com isso? Infelizmente vejo muitos cristãos (até sinceros e honestos em sua devoção) aceitando o sistema geral do mundo. Alguns vão dizer que dentro da igreja não está melhor, senão pior do que o próprio mundo. Temo que estão falando a verdade, mas porque ao invés de nos integrarmos ao mundo, não nos preocupamos em "mudar" a igreja, trazer ela de volta à verdadeira santidade, ao verdadeiro louvor? A Palavra de Deus é absoluta em dizer que ao seguirmos os seus princípios, lutamos contra o mundo e seu sistema, trazendo o Evangelho à uma sociedade corrompida por nós mesmos. Uma vez que permitimos o Evangelho ser por ele mesmo e não para justificamos nossas misérias, Cristo será exaltado e todos conhecerão ao Senhor Jesus. Antes de encerrar quero deixar algo claro, não estou fazendo um tratado à religiosidade, mas sim à santidade, onde a igreja FAZ parte do mundo, mas não se contamina com ele. Onde a igreja fala a linguagem do mundo, sem o sotaque do mundo, mas com a clareza de seu idioma raiz, o do Reino de Deus. Reflita e medite, que o Senhor te abençoe!

#santidade #mundo #sistema #Deus

Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now